quinta-feira, 4 de abril de 2013

clouds above the ground




Gina Ruggeri, Cloudsmoke, 2007, acrylic on mylar cut-out, 54 x 48 in.

[sobre uma gravura de Gina Ruggeri
numa peça de Luigi Pirandello]


- silêncio. deixai que se perca a memória
............................................. [das águas


o poema como marcador
de páginas - vento, um
nenhum, cem mil?

ornado de verde
e todas as outras cores
ou todas as cores

- menos o azul, a cor mais azul

o poema como marcador
de páginas - curvo
língua a lamber a terra - diz:

a leitura de pirandello
suas nuvens, tal
como a morte

- imperdível. leio

o poema, pirandello
as nuvens. o que há para
ser visto, pisado e nada

ao me ver ao céu
luminosa pela vacuidade
infindável e azul, descego

- aquele manto me contém

ao me ver ao chão
água que veleja e logo
já é nuvem de novo, constato

- breviário de horas brancas

sim, uma grande coisa
foi. é. virá a ser.
"but who explains the reason of why?"

2 comentários:

Assis Freitas disse...

caminhando nas nuvens ou quase isso

cheiro

Primeira Pessoa disse...

um poemaço.
de emoldurar e pendurar na parede.
ameiameiamei...

r.